By Patologia da Coluna

Espondilolistese de alto grau

A espondilolistese é uma patologia que se caracteriza pelo escorregamento de uma vértebra sobre a outra em direção anterior. As etiologias podem ser degenerativa, lítica (ístimica), displásica (congênita), traumática ou patológica.

Este deslizamento, que pode ser de baixo (grau 1 e 2) ou alto grau (grau 3 e 4), em casos sintomáticos, geralmente, é muito debilitante para o paciente e as queixas incluem dor lombar, radiculopatia, instabilidade mecânica e deformidade decorrente de um desalinhamento da pelve.

A progressão desta patologia ou a presença de deformidade sagital, em alguns casos, são indicadores de tratamento cirúrgico, que é feito com descompressão neural e artrodese com o objetivo de resolução da dor lombar, melhora dos sintomas radiculares e restauração do equilíbrio sagital.

Mas vale ressaltar que a correção do deslizamento em si não é o principal objetivo, e sim a correção do alinhamento espino-pélvico, que permite uma postura ereta e melhor condição biomecânica da coluna, protegendo e modelando as vértebras adjacentes.

O estudo minucioso de cada caso é essencial para a tomada de decisão visando o tratamento mais correto. Por isso, consulte sempre um especialista.

 

* IMAGEM: modificado de Gebauer e colaboradores. Rheumatology. 2016