Patologia da ColunaPatologia da Coluna

By Patologia da Coluna

Três dicas de postura

A forma como realizamos as tarefas mais simples do dia a dia também contribui e pode gerar dores na coluna. É possível diminuir o desconforto com atenção redobrada à postura e mudança de hábitos. Preparamos 3 dicas pra você…

  • Ao se curvar para pegar uma caixa no chão, não incline completamente sua coluna como mostra a imagem à esquerda. O certo é flexionar os joelhos, como no exemplo à direita.

 

  • Ao carregar sacolas ou baldes pesados procure manter o equilíbrio da curvatura da coluna. Divida o peso entre os dois braços para não sobrecarregar apenas um lado do corpo. 

 

  •   Ao colocar os sapatos, sente-se e cruze uma perna sobre a outra ou procure um apoio para erguer o pé – assim você evita curvar a coluna de forma prejudicial.

 

Essas dicas são práticas simples do dia a dia que podem ajudar muito.

By Patologia da Coluna

O celular é um inimigo da coluna?

A imprensa tem publicado reportagens sobre a frequência de dores, sobretudo na coluna cervical, em função do uso em excesso de celulares e dispositivos móveis.

O Dr. Nicholai Pourchet, ortopedista do IPC, explica que “Text neck” é o termo em inglês usado para definir a dor na coluna cervical decorrente do hábito “de ficarmos cada vez mais olhando para a tela dos telefones e de outros aparelhos eletrônicos por horas e horas ao longo do nosso dia”.

Pourchet ressalta que “os músculos da região cervical necessitam de uma força maior para garantir a sustentação da cabeça, já que o ‘peso relativo’ da própria cabeça aumenta com a inclinação”. Por isso, é comum sentirmos dor no pescoço, no entorno dos músculos que vão até o ombro, além de uma sensação de rigidez.

 

Esses sintomas podem surgir já com apenas duas horas diárias de uso desses aparelhos. Para prevenirmos, devemos nos policiar em manter a altura dos aparelhos o mais próximo possível da altura dos olhos (evitando a inclinação inadequada). O Dr. Nicholai explica ainda que é recomendável imaginar “uma linha vertical que passa no meio da orelha em direção ao solo – e essa deve também passar no meio do ombro”. Outra medida, segundo ele, é dar uma pausa de pelo menos 20 minutos durante o uso.

Aproveite o tempo livre para alongar o pescoço – olhar bem para cima e inclinar a cabeça lateralmente… Fazer algumas vezes isso já ajuda bastante, diz o médico do IPC. Procure sempre fazer exercícios físicos e, para ajudar ainda mais, é necessário que toda a musculatura em torno da coluna esteja fortalecida. Como qualquer problema de coluna, sintomas como alterações na força dos membros superiores, na sensibilidade, sensação de choque são sinais importantes para que se procure ajuda médica o quanto antes.

By Patologia da Coluna

Saiba mais sobre o músculo psoas

Pouco conhecido pela maioria das pessoas, o psoas é um dos músculos responsáveis pela estabilização da coluna lombar e quadril. “Ele se origina em múltiplos pontos da região lombar, nas vértebras da coluna lombar (vértebras L1, L2, L3) e se insere no trocanter menor do fêmur, atuando como um meio de conexão entre a coluna e as pernas”, explica o Dr. Rodrigo Amaral, ortopedista do IPC.

Sua principal função é realizar a flexão do quadril, mas também auxilia na estabilidade da coluna lombar. Por isso, requer cuidados contínuos para evitar problemas. “Esse músculo deve ser alongado e fortalecido de maneira correta, com o auxílio e orientação de profissionais especializados, para garantir a boa evolução da marcha e prevenir dores na coluna lombar por compensação e mau funcionamento segmentar vertebral”, alerta o especialista.

Evitar o sedentarismo no dia a dia e os longos períodos na mesma posição, principalmente ficar sentado, podem auxiliar na prevenção à atrofia e encurtamento desse músculo. “Sua inibição e encurtamento repercute na flexibilidade e na mobilidade quadril, além da mobilidade e estabilização do segmento vertebral”, afirma o Dr. Rodrigo.

Nos casos de doenças degenerativas da coluna vertebral, é necessário o tratamento cirúrgico com artrodese da coluna. O músculo psoas é um importante reparo anatômico para a realização da técnica de artrodese* por via lateral minimamente invasiva, chamada de XLIF. De acordo com o especialista do IPC, “a travessia romba da musculatura do psoas oferece um acesso direto ao disco intervertebral, com a possibilidade de realização de técnicas de artrodese interssomática, por meio da colação de espaçadores (cages) no espaço discal, com mínima agressão aos músculos e tecidos adjacentes da coluna”.

 

* Cirurgia para conectar permanentemente duas ou mais vértebras, com objetivo de eliminar movimentação dolorosa local e/ou substituir o disco intervertebral doente ou degenerado.

By Patologia da Coluna

Dores na coluna podem estar relacionadas à fibromialgia

Com diagnóstico complexo, a fibromialgia é uma síndrome que causa dores pelo corpo, que vêm acompanhadas de sintomas como fadiga, ansiedade, depressão, problemas de memória, dor de cabeça e abdominal, tontura, queimações e formigamentos.

Segundo o Dr. Rodrigo Amaral, ortopedista do IPC, só é possível confirmar o quadro quando há certeza de que o paciente não é portador de nenhuma outra doença, como distúrbios metabólicos, problemas na coluna, doenças articulares, miopáticas, neurológicas e uma série de outras patologias que também têm a dor como sintoma.

Por isso, é necessário acompanhamento médico para avaliar se o paciente possui ou não a síndrome. “É importante entender que a dor na coluna é um sintoma, mas não é, necessariamente, um diagnóstico. Os problemas na coluna podem gerar dor nas costas, mas diversos outros fatores, como as fibromialgias, são desencadeadores de dores na região lombar ou cervical”, ressalta.

Além da avaliação, o médico conta que a prática de exercícios e mudança de hábitos pode ajudar os pacientes que possuem algum problema de coluna ou fibromialgia.

Para saber mais: http://g1.globo.com/globo-news/jornal-globo-news/videos/v/fibromialgia-e-doenca-de-dificil-de-diagnostico-e-causa-dores-cronicas-pelo-corpo/5567875/

Três dicas de postura
O celular é um inimigo da coluna?
Saiba mais sobre o músculo psoas
Dores na coluna podem estar relacionadas à fibromialgia