Patologia da ColunaPatologia da Coluna

By engevibra

Nature: implantes permitem a macacos paraplégicos voltar a andar

A tecnologia pode revolucionar, até 2026, a reabilitação de humanos com lesões na coluna vertebral. A notícia foi publicada na revista “Nature” (leia aqui), uma das publicações com maior credibilidade na comunidade científica internacional, e traz detalhes sobre um estudo relacionado a implantes cerebrais e lesões na coluna.

O Dr. Rodrigo Amaral, ortopedista do IPC e presidente da Sociedade Brasileira de Coluna – Regional SP, afirma que a pesquisa “representa um avanço palpável”. Ele ressalta que é importante entender o mecanismo utilizado pelos cientistas: “no geral, quando se fala em recuperação de lesionado medular, a maioria dos pesquisadores ainda tenta alternativas para fazer com que a região lesionada volte a funcionar. Essa é uma questão complexa porque o tecido neurológico é muito sensível e, por vezes, não tem potencial de recuperação”, explica Amaral. O estudo, segundo ele, aponta para um grande avanço no campo da reabilitação de pessoas com lesões graves na coluna.

Na Superinteressante: leia aqui

By engevibra

Dicas IPC: cuidados com a coluna na hora de dirigir

Longos períodos em uma mesma posição podem sobrecarregar a coluna vertebral e sua musculatura. O trânsito das grandes cidades, por exemplo, está cada vez mais lento e caótico. E esta realidade diária pode trazer prejuízos para a saúde de quem fica muito tempo na direção. É importante ficar atento à sua postura ao dirigir.

Os automóveis atuais permitem um melhor ajuste do encosto e do assento. Manter uma boa altura e angulação do banco, além da proximidade ao volante, é fundamental para prevenir ou minimizar o problema.

O Dr. Luiz Pimenta, diretor do nosso IPC, explica que “o mais importante é que não seja preciso desencostar do banco para acionar os pedais, realizar manobras e visualizar os retrovisores. O motorista deve também fazer pequenas pausas durante períodos longos ao volante, sempre realizando alongamentos simples para as pernas e braços, bem como para a região lombar e cervical”, ressalta. “Hoje em dia a população está passando mais tempo dirigindo. Isso vem causando muitas dores musculares, aumentando os problemas relacionados à coluna. A maior parte das queixas vem de uma má postura ao dirigir, o que é facilmente tratado e evitado apenas com a melhora postural e exercícios físicos regulares”, completa o Dr. Pimenta.

Veja, a seguir, algumas dicas que vão ajudar você a prevenir a dor nas costas, enquanto dirige.

» Manter o ângulo do assento entre 100 a 110 graus, dando apoio total à coluna, mantendo-a relaxada (evita lesões dos músculos do pescoço e articulações da coluna, quando o assento estiver muito angulado);

» Ajustar o encosto de cabeça de acordo com a altura do motorista, de preferência na linha dos olhos (evita o efeito chicote da cabeça e protege das lesões no caso de colisão traseira);

» Uso de suporte lombar (alguns carros dispõem do dispositivo, mas uma pequena almofada ajuda a melhor distribuição da carga sobre a coluna);

» Braços levemente flexionados ao segurar o volante. Com os braços esticados, o volante deve estar na altura dos punhos (evita lesões em colisões frontais; permite respostas rápidas frente às situações de perigo; mantém a musculatura do pescoço não tensionada);

» Os braços devem estar em posição aproximada aos ponteiros do relógio em 9 horas e 15 minutos, ou seja, alinhados paralelamente na altura da metade do volante;

» Os calcanhares devem estar sempre apoiados no assoalho do veículo, evitando a sobrecarga da coluna lombar;

» Os pedais devem ser alcançados de tal forma que mesmo pressionados, os joelhos continuem um pouco flexionados;

» Os joelhos devem estar ao nível dos quadris ou acima, para evitar sobrecarga da coluna lombar.

Cuide-se e viva melhor!

Nature: implantes permitem a macacos paraplégicos voltar a andar
Dicas IPC: cuidados com a coluna na hora de dirigir